Pedro Fagundes

Diretor Comercial | Jornalismo Jr. 

Repórter | Jornalismo Jr.

Estudante de Jornalismo | ECA - USP

Textos Publicados

Projeto Escolinha Catumbi comemora o 7° aniversário; festividade contou com partidas de exibição

Evento simboliza a força do esporte como um meio de transformação social na comunidade São Remo O projeto social Escolinha de Futebol Catumbi, da comunidade São Remo, comemorou o seu sétimo aniversário. O evento contou com a participação de cinco times infanto juvenis, os quais disputaram oito partidas de exibição nas categorias sub-11, sub-13, sub-15, sub-17 e sub-20. Com sete anos de história, a Escolinha de Futebol Catumbi tem por objetivo transformar a vida de crianças e jovens da São Remo

40 anos de Zlatan Ibrahimović

Há 40 anos nascia em Malmö, na Suécia, Zlatan Ibrahimović. Filho de pai bósnio e mãe croata, Ibra cresceu no bairro de imigrantes Rosengård, local do qual nunca se esqueceu e que carrega, até hoje, como elemento crucial de sua origem. O jogador enfrentou uma infância difícil, por conta do divórcio de seus pais quando tinha somente dois anos de idade. Mas sua sorte pareceu mudar ao receber de presente um par de chuteiras com seis anos de idade. A partir disso, o ainda jovem Zlatan pôde dar seus p

Skate Olímpico: uma afronta à contracultura?

Com a chegada do skate às Olimpíadas, um complexo debate veio à tona: seriam os jogos a derradeira decadência da contracultura presente no skate? Teria o skateboard perdido sua essência? Mesmo com sua repercussão positiva e crescente no engajamento, seria a Olimpíada um evento contraditório a respeito de tudo o que o skate cultivou, por anos, desde os Z-Boys até as margens de Tóquio? Ainda resta contracultura no que se chama de skate? Antes de iniciarmos efetivamente, cabe uma breve contextuali

A indústria de jogos no Japão

O Japão, um país com uma cultura única e repleto de tradições milenares, demonstra ao mesmo tempo um incrível desenvolvimento industrial e tecnológico. Templos tradicionais e grandes arranha-céus coexistem e ambos possuem o seu valor na sociedade japonesa, em que há espaço para a tradição e para o progresso. Entre os setores industriais japoneses que mais se destacam, está a indústria dos games — mais rentável que as do cinema e da música juntas —, responsável pela produção de consoles e jogos q

Tóquio 2020 | Bruno Fratus é bronze nos 50m livres

A frustração na capital inglesa não impediu que o brasileiro atingisse marcas expressivas durante seu ciclo olímpico. Neste tempo, Bruno conquistou o bronze no Mundial de Cazã, em 2015, e a prata nos Jogos Pan Americanos de Toronto, no mesmo ano. Fratus chegou então ao Rio de Janeiro, em boa forma, para buscar a medalha olímpica que havia ficado por um triz em Londres. No entanto, sua performance competindo em casa rendeu-lhe, no máximo, um ótimo meme televisivo. O nadador brasileiro, como esper

‘Loki’: as mentiras que governaram o tempo

Desde o lançamento do primeiro trailer no final do ano passado, Loki (2021) já buscava demonstrar ao público sua proposta ousada, transgressora e até mesmo complexa. A terceira série original da Marvel Studios, veiculada na plataforma de streaming Disney Plus, escolheu abraçar um dos mais conceituados temas do audiovisual: o tempo. Essa ilustre temática, que já conduziu o enredo de clássicos, desde o britânico Doctor Who (1963-) a jovens sucessos como o alemão Dark (2017-2020), agora marca pres

Tóquio 2020 | Com atuação irregular, Hugo Calderano leva virada e está fora dos Jogos

Antes mesmo do começo da partida, Hugo Calderano já fazia história em Tóquio. O carioca de apenas 25 anos foi o primeiro mesatenista não asiático ou europeu a atingir as quartas de final de Olimpíada. O caminho do atual número sete do mundo até essa partida não foi nada fácil. Calderano havia enfrentado, na primeira fase, o esloveno Bojan Tokić, vencendo-o por 4 sets a 1. Nas oitavas de final, combateu o sul coreano Jang Woo-jin e num jogo apertadíssimo por 3 sets a 2, ultrapassou o adversário.

Tóquio 2020 | Eu acredito em fadas! Rayssa Leal é prata no Skate Street

Com uma entre as três menores de idade do pódio, Brasil faz resultado histórico e soma sua segunda prata no Skate olímpico Desde a véspera da Rio 2016, quando foi oficializada a entrada do skate no programa dos Jogos de Tóquio, as medalhas em disputa já haviam começado a saltar os olhos dos brasileiros. De lá pra cá, esse espanto inicial foi se transformando numa esperança olímpica. No entanto, cada vez mais próximo de Tóquio, a palavra “esperança” tornou-se comparsa de segundo termo até mais r

Tóquio 2020 | Cerimônia de Abertura: um pandêmico caso de sucesso

Como já dito, foram cinco atípicos anos desde o primeiro pequeno aperitivo de Tóquio 2020, apresentado no encerramento dos jogos do Rio de Janeiro. Naquela ocasião, foram os videogames a principal marca da prévia japonesa ー com destaque para o ex-primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, que saiu de um cano verde em pleno Maracanã vestido com a roupa e boné do bigodudo da Nintendo: Mario. A cerimônia começou com a imagem de uma semente brotando no chão do estádio, que significou esperança e um no

Entrevistas, podcasts e lives

Projeto Escolinha Catumbi comemora o 7° aniversário; festividade contou com partidas de exibição

Por Mateus Cerqueira e Pedro Fagundes Evento simboliza a força do esporte como um meio de transformação social na comunidade São Remo O projeto social Escolinha de Futebol Catumbi, da comunidade São Remo, comemorou o seu sétimo aniversário. O evento contou com a participação de cinco times infanto juvenis, os quais disputaram oito partidas de exibição nas categorias sub-11, sub-13, sub-15, sub-17 e sub-20.

Fora da Caixa #51: Éder Jofre: Carreira e Legado do pugilista

Neste episódio do Fora da Caixa, os repórteres Guilherme Bento, Leonardo Vieira e Pedro Fagundes convidam José de Alvarenga Júnior, diretor do drama-documentário sobre a vida de Jofre “10 Segundos para vencer”, e Macaris do Livramento, ex-pugilista campeão mundial em 1996 para conversar sobre a carreira e o legado do pugilista, Éder Jofre. Os temas mais interessantes sobre cultura, cinema, esporte, política, economia, sociedade e ciência você encontra no Fora da Caixa.

Holofotes iluminam o campo e abrilhantam os sonhos na São Remo

Por Damaris Lopes, João Vitor Dall'ara e Pedro Fagundes No último ano, um dos grandes projetos para a comunidade do Jardim São Remo foi a implementação de holofotes em seu campo. Em conversa com nosso repórter Pedro Fagundes, o professor de educação física, Lula Santos, contou um pouco sobre os impactos da nova iluminação. De acordo com Lula, que é um dos principais representantes dos projetos relacionados ao campo, o espaço é usado para jogos de diversos times da comunidade, assim como recebe a escola de futebol dos jovens. Além disso, o campo é utilizado para treinos específicos, dinâmicas e o convívio social dos moradores da comunidade. Para entender um pouco mais sobre a importância da iluminação na expansão das atividades no campo, confira a entrevista!